Você, sacoleira, já sabe que a venda de moda infantil em domicílio tem seus truques bem específicos. Mas será que você conhece todos os segredos que transformam essa atividade em um negócio bem-sucedido?

Da identificação correta da sua clientela à escolha certeira das peças que vão compor o seu mix, passando pelo seu ritmo de vendas… é hora de conferir cada segredinho e, depois, observar os resultados!

1 – Conheça seu público

amigas mães olhando roupas
Você pode começar com suas amigas!

 

Tudo começa por aí: tire proveito do diferencial da atividade de sacoleira, que é ter contato direto e frequente com a sua clientela. Analise qual a faixa de preços mais atrativa e faça todas as observações que tem a ver com a moda infantil: quais as faixas etárias das crianças que vão vestir as roupas que você está vendendo?

Converse muito, memorize ou anote os gostos de cada um. A menina adora babados? O garoto é fã de super-heróis? Tenha isso em mente quando for comprar, para já chegar na próxima visita repleta de produtos irresistíveis.

Ao perceber que o seu atendimento é personalizado e que você leva em conta o que cada um prefere, sua clientela vai estreitar cada vez mais os vínculos com você. Não é isso o que você quer?

2 – Fique de olho nas tendências

mulher vendo tendencias em roupa infantil
Fique sempre de olho.

 

É sempre mais fácil encontrar o básico. Para se destacar da concorrência, seja aquela vendedora que traz as novidades da moda! Use um pouco do seu tempo para acompanhar perfis interessantes no Instagram e sites de lojas de moda infantil que você considera próximos do estilo do seu mix. Na hora de comprar, a informação que você coletou vai ser útil.

Os pedidos e encomendas de seus clientes também dão uma indicação segura sobre as tendências mais quentes. Só tome cuidado para não exagerar: ao pensar “estão pedindo isso”, pare para se perguntar: quantas pessoas pediram? Se foi só uma, atenda… mas não coloque o pedido na lista de tendências comprovadas.

Preste toda atenção também nas apostas de tendências que a loja oferece para você. Afinal, nada melhor do que confiar em especialistas!

3 – Seja rápida!

criança crescendo

Sendo sacoleira de moda infantil, você já tem uma vantagem: as coleções e tendências mudam com menos velocidade do que suas versões adultas. Mas, mesmo assim, é importante que você não seja a última vendedora a oferecer uma tendência forte para seu público.

Mais uma vez, é uma questão de reforçar os vínculos: mostre que você está ligada nas novidades fashion. Mamães, titias e vovós vão desenvolver mais confiança nas suas dicas de moda, o que, é claro, vai se refletir em mais vendas para você.

4 – Lembre-se: criança gosta de conforto

criança no jardim
Criança gosta de se sentir confortável.

 

Na moda adulta, especialmente na feminina, a gente sabe o que acontece: a vontade de estar na moda está muito à frente da vontade de se sentir confortável com o look. Mas as crianças são diferentes: elas, na sua maioria, não gostam de fazer sacrifícios em nome da moda.

Portanto, dê sempre prioridade à boa modelagem, que garanta um bom caimento e permita às crianças aquela liberdade de movimento que é essencial ao desenvolvimento delas. Perceba quais marcas têm menos variação em seus padrões de tamanho, largura e comprimento. Dê preferência para as que são mais estáveis, aquelas que sempre servem bem.

Qualidade e durabilidade também devem entrar na sua lista de prioridades, já que, cada vez mais, as pessoas dão preferência à moda menos descartável.

5 – Invista em coordenados

Este é um segredo de ouro: ofereça para a sua clientela conjuntos. É melhor para você, que garante a venda de duas peças em lugar de uma… e é melhor para a mãe, que não precisa parar para pensar qual parte de baixo combina com qual top. A praticidade agradece!

No caso de peças avulsas, outra regra vencedora para a sacoleira que vende moda infantil é oferecer calças, shorts, bermudas e saias sem estampas, com cores sólidas e mais neutras. Já nas blusas, camisetas, casacos, quanto mais fashion, melhor. Assim fica mais fácil combinar itens e dar um “efeito coordenado” até para os avulsos.

6 – Compre pouco, compre certo, compre sempre

O seu ritmo de compras vai ser, é claro, definido pela prática. Mas um conselho geral é o de estabelecer uma rotina de compras semanais, para ter certeza de que você sempre terá novidades para seu público. Além disso, ter agilidade para entregar peças encomendadas também vai contar pontos a seu favor. Não dê chance para a concorrência!

Não se preocupe em comprar a grade completa de cada item que você escolher. Vamos voltar ao primeiro segredo: conhecendo bem seu público, você já vai ter uma noção certeira de quais tamanhos comprar, já tendo em vista quem não vai resistir a cada uma das peças que você vai oferecer. Isso vale principalmente para as peças mais fashion. No caso dos itens básicos – os shorts, calças e etc que falamos agora pouco, o raciocínio muda: neles, vale investir em grades mais completas.

Com o tempo, você vai desenvolver outros “truques” e transformar seus diferenciais naquele tipo de realização que deixa a concorrência intrigada. Mas, se alguém perguntar qual o segredo do seu sucesso… dê um sorriso bem aberto e responda: muita sorte!

Compartilhe:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Fechar Menu
×

Carrinho